quinta-feira, 8 de maio de 2008

"Se isto é um homem", de Primo Levi

Lembro muitas vezes o Holocausto, e aquelas imagens brutais de corpos nus amontoados, mortos ou semi-vivos. Lembrei hoje na viagem de regresso a casa, enquanto pensava no que o homem pode fazer ao homem... Aqui publico o poema do escritor Primo Levi, sobrevivente do Holocausto - se é que é possível sobreviver-se aos genocídios...

* * *

Vós que viveis tranquilos
Nas vossas casas aquecidas,
Vós que encontrais regressando à noite
Comida quente e rostos amigos:
Considerai se isto é um homem
Quem trabalha na lama
Quem não conhece a paz
Quem luta por meio pão
Quem morre por um sim ou por um não.
Considerai se isto é uma mulher,
Sem cabelo e sem nome
Sem mais força para recordar
Vazios os olhos e frio o regaço
Como uma rã no Inverno.
Meditai que isto aconteceu:
Recomendo-vos estas palavras.
Esculpi-as no vosso coração
Estando em casa, andando pela rua,
Ao deitar-vos e ao levantar-vos;
Repeti-as aos vossos filhos.
Ou que desmorone a vossa casa,
Que a doença vos entrave,
Que os vossos filhos vos virem a cara.

(in Se isto é um homem, tradução de Simonetta Cabrita Neto)

Sem comentários: